segunda-feira, 17 de maio de 2010

Encorajamento



“ Trate um homem de acordo com o que ele aparenta ser e estará fazendo o pior. Porém, trate um homem como se já fosse o que ele potencialmente poderá vir a ser, e estará fazendo dele o que deveria ser.”
(Johann Wolfgang von Goethe - poeta, escritor e filósofo alemão)


O escritor Mark Twain advertiu: “Fique longe de pessoas que tentam diminuir as suas ambições. Pessoas pequenas sempre fazem isso, mas as realmente grandes, fazem com que você sinta que também pode tornar-se grande”.

Como é que a maioria das pessoas se sente quando está perto de você? Sentem-se pequenos e insignificantes, ou acreditam em si mesmos e têm esperanças sobre aquilo que podem vir a ser?

(...)

Poucas coisas ajudam tanto uma pessoa quanto o encorajamento. George M. Adams chamou-o de “oxigênio para a alma”. O filósofo e poeta alemão Johann Wolfgang von Goethe escreveu: “A correção faz muito, mas o encorajamento após a censura é como o sol depois da tempestade”. E William A. Ward revelou seus sentimentos quando disse: “Lisonjeie-me, e não acreditarei. Critique-me, e talvez não goste de você. Ignore-me, e talvez não lhe perdoe. Encoraje-me, e nunca lhe
esquecerei”.

(...)

Uma história maravilhosa sobre o cuidado e o encorajamento conta que havia um garoto chamado Tommy que passou por um período de muitas dificuldades na escola. Fazia continuamente muitas perguntas, não conseguia manter-se calado. Parecia que falhava cada vez que tentava fazer alguma coisa. Sua professora finalmente desistiu dele, e disse para sua mãe que ele não tinha condição de aprender e nunca alcançaria muitas coisas. Mas a mãe de Tommy era uma pessoa que cuidava de outras pessoas. Sabia encorajar. Ela acreditava nele. Ela passou a
estudar com ele em casa, e a cada vez que ele falhava, ela lhe dava esperanças e encorajamento para continuar tentando.

O que aconteceu com Tommy?
Tornou-se um inventor com mais de mil inventos patenteados, incluindo a vitrola e a primeira lâmpada elétrica incandescente, comercialmente viável. Seu nome era Thomas Edison.

Quando as pessoas são encorajadas, é impossível prever o quão longe podem chegar. A falta de encorajamento pode impedir uma pessoa de viver uma vida saudável e produtiva. Mas quando a pessoa se sente encorajada, ela pode enfrentar o impossível e superar adversidades incríveis. E a pessoa que fornece o presente do encorajamento se torna aquela que faz diferença em sua vida.

Vou repetir, então, a pergunta do início do texto:
Como é que a maioria das pessoas se sente quando está perto de você?



Texto adaptado do livro Insight II.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Quando uma etapa chega ao final


Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos - não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Foi despedido do trabalho? Terminou uma relação? Deixou a casa dos pais? Partiu para viver em outro país? A amizade tão longamente cultivada desapareceu sem explicações?

Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu.

Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó.

Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seu marido ou sua esposa, seus amigos, seus filhos, sua irmã, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.

Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.

O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar.

As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora.

Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.

Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.

Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.

Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.

Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.

Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".

Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará.

Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.

Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.

Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida.

Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira.

Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é."

(Luiz F. Magliocca)

sexta-feira, 7 de maio de 2010

formspring.me

Faça-me uma pergunta... http://formspring.me/wbrites

A perspectiva faz toda a diferença


Torne-se um ´possibilitário´. Não importa a dificuldade que as coisas aparentam ter ou que, de fato, possuam, eleve sua visão e veja possibilidades – sempre as veja, pois elas sempre existem.”
(Norman Vincent Peale)

Muitos de nós fomos, desde o nascimento condicionados a ver o mundo sob uma perspectiva negativa.

A vida depende em grande parte do modo como você a enxerga. Você pode ter uma perspectiva positiva mesmo diante das adversidades. E a nossa perspectiva sempre determina como reagimos diante dos acontecimentos que nos cercam.


(...)

A forma como você se depara diante dos problemas no trabalho, em casa, com a saúde depende do modo como vê as coisas.

Pense em alguma coisa contra a qual tem lutado há muito tempo, alguma destinação que tende a ser fonte de irritação ou frustração. Agora imagine o que poderia acontecer se você conseguisse de alguma forma fazer as pazes com isso, ver isso de um jeito diferente, seja o que for.

Ver por um outro prisma é muito mais que uma frase animadora ou algo que fica bonito em um texto sobre ser feliz. Na verdade é um modo prático de reduzir as fontes de angústia e de estresse na vida. Ver sob uma nova luz, é mudar de idéia ou modificar o que você sente, é transformar provavelmente, o que seria uma grande dor, em uma oportunidade de agradecer, afinal poderia ser pior.



Texto adaptado do livro Fênix.
de Daniel Carvalho Luz.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Ser Mãe é escolha


Ser mãe não é privilégio, castigo ou premiação. Ser mãe é escolha. Deles, os filhos.
São eles que, após longa busca e rigorosa seleção, escolhem nascer através de você. Sabem que serão paradoxalmente livres, inexatos, inacabados e indecifráveis e só você poderá, apesar de, mesmo que e acima de, amá-los intransitivamente, forever... Sabem que o mundo é louco, perigoso e cheio de armadilhas e precisarão ser salvos a cada instante. Sabem que só você é bipolar; doce e azeda, fada e bruxa, céu e inferno, depende da hora. Velha demais para entendê-los; jovem demais para morrer um dia.

O seu filho escolheu você. Escolheu, porque sabe que, a despeito de não ter receita, você tem os ingredientes necessários para cada fase da vida com ele:
- Auto-estima inabalável. Nos meses de gestação você se transforma num imenso e disforme pedaço de carne com olhos. Duas pessoas em um só corpo. Depois que ele nasce, volta a ser só meia. Seu hábeas corpus desaparece. Só come ou dorme quando ele deixa.
- Rapidez reativa para tirar de sua boca objetos pontiagudos, insetos vivos, materiais tóxicos, lixo e afins. Ufa!... foi por pouco!
- Condicionamento de atleta para sobreviver à fase em que engatinha e anda por terrenos inseguros.
- Grande senso de humor para achar graça quando ele recorta sua Harper's Bazaar para fazer a lição de Artes. Justo a página cujo verso estampava o Mel Gibson... sem camisa!
- Resistência a intermináveis horas de vigília. A noite inteira acordada, perdida numa montanha de Lego, para finalmente, às 6:00 h da matina, hastear a bandeira de caveira no barco pirata, após a última das 1.536 peças.
- Discernimento de prioridade. A cirurgia de miopia, há três meses agendada, terá que esperar. No mesmo dia haverá troca de faixa no judô da escola.
- A insuspeitável capacidade de viver com o coração batendo do lado de fora do peito. Adolescente, o filho insiste em manter sigilo absoluto sobre o seu paradeiro nas intermináveis madrugadas. Ah, que alívio!... o barulho da chave na porta.
- Flexibilidade e tolerância. Depois dos cinco vestibulares, cinco semestres em cinco universidades diferentes, ele já sabe o que quer. Quer ser músico. Tocar sax no bar de um amigo.

Enfim, adulto. Independente, vida feita. É hora de fazer as pazes com o possível. E o possível é a alegria com data marcada. Ele liga no Natal e no Dia das Mães.

Maria Balé, escritora e fotógrafa

domingo, 2 de maio de 2010

Para Sempre

No proxímo Domingo é um dia que as mães são homenageadas,e como Deus resolveu levar a minha, para estar ao lado d'Ele, e nesse dia não terei tempo de postar um texto, estou fazendo isso agora. Uma homenagem a todas as Mães e em especial: Itelvina, Odavia, Elídia, Liberalina, Sueli... pessoas estas, que sempre estiveram ao meu lado quando precisei.





Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.


Carlos Drummond de Andrade

sábado, 1 de maio de 2010

Sempre te Amarei



Achei a letra dessa canção muito linda e resolvi postá-la aqui, claro um oferecimento a pessoa que amo: Adriana Oliveira Silva, minha esposa.

No céu, a brilhar Uma estrela está Mas não é o teu olhar Te amar é pensar Estar a sonhar E não querer acordar

Esta força que nos une é uma extensão do amor de Deus
Ele foi quem escreveu
Você e eu

Sempre te amarei e, haja o que houver,
Estarei colhendo uma rosa pra te dar
Tuas lágrimas secarei
Presente de Deus é como eu vejo você
Com carinho, quero te guardar num lugar seguro
No meu coração

Ao teu lado sempre estarei
Seguiremos sempre juntos
A canção que, um dia, me tocou
Hoje sei, era você

Dedy Coutinho, Geferson Kleiton