domingo, 25 de julho de 2010

O Valor da Amizade




A palavra amizade vem do latim "amicitia", que significa também afeição, simpatia, aliança, pacto... Mesmo com todas as possíveis significações do termo, não podemos esquecer que nos referimos a um conceito abstrato, não palpável, não mensurável e não visível.

Para o filósofo grego Aristóteles, a amizade é antes de tudo uma grande virtude, e o bem mais precioso da vida porque, sem ela, de nada adianta ter poder, dinheiro e sucesso...

O fato é que a amizade pertence à esfera dos sentimentos e, como tal, pode ser apenas parcialmente explicada ou descrita. Assim como o amor, a paixão, o desejo, a admiração, a solidão, a angústia e o medo, a amizade ultrapassa todas as explicações racionais e exatas.

Ela é um verdadeiro banquete para o espírito, o coração e as sensações, além de produzir material farto para a prosa, a poesia, o cinema, a música e todas as demais formas de arte.

A literatura, por exemplo, é riquíssima em personagens maravilhosos cujas histórias foram construídas tendo a amizade como pilar de suas aventuras e peripécias. É o caso de Dom Quixote e Sancho Pança, João e Maria, Sherlock Holmes e Watson, entre outros...

Todos personagens riquíssimos e exemplos de amizade tão raros e grandiosos, capazes de aproximar os leitores do significado real desse sentimento nobre.

Cabe a nós descobrir, semear e multiplicar para além da ficção o valor magnânimo desse sentimento... Talvez agindo dessa forma possamos comprovar que a amizade é a certeza do porto seguro, do ombro amigo, do abraço forte e do sorriso franco que amenizam dores, derrotas, tristezas, angústias, temores e inseguranças...

(Gabriel Chalita – livro "A Pedagogia do Amor" – ed. Gente)

Nenhum comentário: